O desabrochar de uma Flor


Esta é a história de uma sementinha muito acomodada e bem juntinha com algumas das suas irmãs. Eram sementes muito novas e imaturas. O tema principal das suas conversas giravam à volta de do que lhes iria acontecer, e na realidade nem podiam imaginar o que as esperava.
Um dia chegou a hora da resposta aquelas dúvidas. Chegou um homem e pegou no saco onde elas estavam levando-as para um campo enorme.
Por estranho que parecesse, aquele homem atirou-as para dentro de um buraco feito na terra. E qual não é a surpresa da sementinha quando viu que ele estava a cobrir novamente o buraco, mas pior que isso é que ela estava dentro do buraco!
E assim ali ficou a nossa sementinha no escuro e pouco confortável, tentando habituar-se ao novo habitat e a tentar perceber o que estaria ali a fazer, quando sentiu uma humidade envolver a toda aquela terra.
Começava então uma mudança, e pouco tempo depois a sementinha tinha morrido! Enquanto isso, à superfície tudo parecia igual a antes. Apenas um homem quebrava aquela monotonia, quando ia regularmente accionar o sistema de rega.
Os dias passaram e algo ia surgindo da terra. Já não era a sementinha, mas uma planta ainda de contornos indefinidos. Ela ainda se lembra do dia em que no céu brilhava um sol esplêndido, quando o seu processo de mutação chegara ao fim. A flor finalmente desabrochou, e revelou-se de uma beleza magnifica e admirável. Olhou com orgulho para as suas irmãs que estavam tão lindas quanto ela e soube que tinha cumprido a sua natureza.
O futuro ? Já não importava. Talvez estivesse destinada a compor um lindo ramo de flores que seria ofertado a alguém, talvez fosse para um vaso, ou quem sabe, nunca chegasse a sair daquela terra. O que importava é que tinha atingido a maturidade – já não era a sementinha! Agora era uma flor!
Nesta história (verídica) para ser o que estava destinada, foi preciso deixar a antiga forma morrer para deixa ressurgir a nova. Foi preciso tempo e dedicação, mas o resultado ficou à vista. Vamos deixar cada vez mais que Deus nos continue a sua obra em nós para que possamos desabrochar e depois... depois é só deixarmo-nos nas mãos de Deus.


...

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário