Jeová Jiré - O Senhor proverá


“E chamou Abraão o nome daquele lugar: o Senhor proverá; donde se diz até ao dia de hoje: No monte do Senhor se proverá.” (Gênesis 22:14)
Somos humanos. Existem necessidades nossas que precisam ser supridas diariamente. Necessidades que vão além de coisas físicas e atingem diferentes áreas da nossa vida.
Vivemos em uma sociedade que anseia pela independência, pelo desejo de viver sem ter que dar satisfação daquilo que faz para ninguém. Os empregos tornam isso possível, afinal ter dinheiro possibilita ao homem à independência.
Mas quando caminhamos com Deus, as coisas funcionam de uma maneira diferente.
Deus deseja que sejamos dependentes dEle para tudo. Isso inclui até mesmo as pequenas coisas. Quando somos independentes nos tornamos nosso próprio deus, e o Senhor abomina tal atitude, porque nunca teremos a capacidade de saber o que é melhor para nós mesmos. O Criador sabe, melhor do que ninguém, cuidar da sua criação.
E, às vezes, quando começamos a nos tornar independentes de mais, parece que Deus coloca alguns lembretes no nosso caminho para que nos recordemos que é Ele o Senhor. Às vezes o lembrete é uma carta de demissão, ou uma voz que nos reduz a nada.
“O Senhor é o meu pastor, e nada me faltará.” (Salmos 23:1)
A passagem acima é uma das promessas mais conhecidas da bíblia. Acredito que a ordem da frase torna a promessa ainda mais clara. Não está escrito “Nada me faltará, o Senhor é o meu pastor”, e sim “O Senhor é o meu pastor, e nada me faltará.” É uma condição. Nada irá faltar na vida daqueles que fazem do Senhor o seu Pastor.
Porém, muitos que dizem amar ao Senhor, só lembram da parte “nada me faltará”. E então, algumas vezes, falta. E a culpa é de Deus. Mas existe uma pergunta a ser feita: Você tem feito dEle, de fato, o seu Pastor? Você tem permitido que Ele guie a sua vida?
Deixar Deus ser nosso Pastor inclui às vezes ter que dizer não a algo que queremos muito. Podemos querer ir por um caminho que parece maravilhoso aos nossos olhos, mas se o Pastor diz “não”, a ovelha precisa obedecer.
Deixar Deus ser nosso Pastor inclui respeitá-lO. É muito fácil honrar a Deus em um púlpito ou com meras palavras. Porém, é no secreto que ocorre a honra mais importante, quando ninguém mais vê. Na sua mente, com os seus olhos, seus lábios, seu tempo, seu dinheiro, seus bens, você tem honrado a Deus? Os padrões dEle são muito elevados. Muitas vezes podemos até mesmo não concordar com algum aspecto dentro da Sua Palavra, mas precisamos obedecer à Sua lei.
Deixar Deus ser nosso Pastor inclui confiar na Sua direção. Mesmo que às vezes isso signifique que não teremos ou seremos tudo aquilo que desejamos. O Pastor sempre tem o melhor para a sua ovelha, seus pensamentos são infinitamente maiores. Precisamos permitir que Ele direcione todos os nossos passos e nos conduza ao propósito que Ele tem para nós.
A ovelha obedece ao seu pastor, sem questionar. Debaixo da proteção dele, ela está segura. E nada lhe faltará.
O “nada” inclui a força para o dia em que nos sentimos fracos. A alegria quando tudo a nossa volta nos faz sentir tristeza. O dinheiro para pagar as contas. O pão diário. Tudo, absolutamente tudo, Ele promete suprir na vida daqueles que fazem dEle o seu Pastor.
“Então falou Isaque a Abraão seu pai, e disse: Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui, meu filho! E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto? E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho." (Gn 22:7-8)
Diante das circunstâncias difíceis, somos desafiados a como Abraão, declarar pela fé, Jeová Jiré, O Senhor proverá.
No Amado, PV.

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário