"Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus" (Sl 46:10)


Vivemos em um mundo agitado, apressado. Um mundo onde as pessoas estão correndo, e muitas vezes nem sabem para onde estão indo. Um mundo onde muitas tragédias acontecem, e dificuldades adentram na nossa vida. Mas mesmo diante de tantas circunstâncias adversas e de tanto barulho, ainda há um Deus que permanece acima dos Céus, o único Criador. E muitas pessoas se perguntam onde Ele está quando as tragédias acontecem. Onde Ele está quando a nossa vida parece sucumbir as adversidades. E a resposta é simples, Ele ainda continua num Alto e sublime trono (Is 6:1), cercado por anjos, reinando entre todas as gerações ( “Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, mesmo de eternidade a eternidade, tu és Deus.” Salmos 90:2). Porém, num mundo onde as pessoas costumam ser seus próprios deuses e se orgulham da sua independência, essa é uma verdade difícil de ser assimilada. É uma verdade que para a mente humana traz muita confusão, e a reação natural do homem é rejeitar tudo aquilo que vem de encontro ao seu ego. Por isso muitas pessoas rejeitam o evangelho e outras o abandonam, porque querem entender a mente de Deus com as suas próprias mentes, se questionando, por diversas vezes, como Ele pode fazer certas coisas, permitir que situações ruins aconteçam. Mas a verdade é que o homem não pode se igualar a Deus, se entendêssemos tudo dEle seriamos como Ele, “deuses” no mundo. E infelizmente muitos têm vivido suas vidas dessa maneira. É muito fácil apontar o dedo para Deus quando algo ruim acontece, ou quando não entendemos algum aspecto do Seu caráter. Mas será que nos lembramos dEle em todo momento, e não somente quando algo ruim acontece? O mundo vive sem Deus e espera que Ele o ajude? O mundo rejeita Sua lei, não aceita Seus mandamentos, destrói a natureza, odeia o seu próximo e espera que Ele resolva o caos que o homem mesmo semeou?

Para seguirmos a Deus precisamos estar dispostos a permitir que Ele nos desconstrua, nos refaça e coloque em nós o Seu coração (“E lhes darei um só coração, e um espírito novo porei dentro deles; e tirarei da sua carne o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne. Para que andem nos meus estatutos, e guardem os meus juízos, e os cumpram; e eles me serão por povo, e eu lhes serei por Deus.” Ez 11:19-20). Precisamos também permitir que Ele abale as nossas estruturas e construa em nós a firme estrutura de tudo aquilo que é eterno.

Não podemos entender tudo de Deus, mas podemos receber todo o Seu amor, e é somente disso de que nossa alma precisa. Por mais que algumas pessoas se considerem autossuficientes demais para se render a esse amor, cedo ou tarde na vida todo ser humano vai ter a necessidade de ter alguém em quem se apoiar, de ter um amor no qual ele possa confiar. Um amor que não seja falho, um amor que acolhe e que não se importa com a condição na qual o outro está, mas estende os seus braços para recebê-lo e confortá-lo. E esse amor somente Cristo pode oferecer, pois somente Ele é capaz de nos dar o amor que o nosso coração necessita, o amor perfeito que nos conduz a uma paz que excede todo o entendimento.

Se para o homem é difícil entender como Deus age às vezes de forma “ruim”, ele deveria parar para refletir como esse mesmo Deus pôde enviar Seu único filho para morrer por aqueles que O desprezavam. Refletir como Cristo pôde abrir mão da Sua glória para habitar em um corpo mortal, sabendo que iria morrer. Que amor é esse capaz de abrir mão de tudo em favor de pessoas que não se importam com ele?  Quem seria capaz de tendo um filho, permitir que o mesmo morresse por alguém que o odeia?

Sempre haverá momentos na nossa história em que não entenderemos a forma como Deus está agindo. Podemos até mesmo nos sentir desamparados por Deus, e no nosso íntimo nos questionarmos como Ele pode não responder as nossas orações em meio as adversidades. Porém, não devemos nos esquecer de que Ele não poupou o Seu próprio Filho de Seu silêncio e assim também será conosco. A quietude de Deus fala mais alto do que qualquer outra voz ao nosso redor, pois é nesse momento que Ele prova o nosso coração para com Ele, é nesse momento que Ele testa a nossa capacidade de confiar em Sua destra fiel. Ele não nos abandona em nenhum momento da nossa vida (“E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos.” Mt 28:20). Pertencemos a um Deus que trabalha em favor daqueles que nEle esperam ("Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera." Is 64:4) e que não cessa de intervir em nosso favor (Disse-lhes Jesus: "Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando." Jo 5:17). Nada sai do controle da mão de Deus, e muitas vezes situações difíceis e o caos acontecem como consequência das próprias atitudes humanas.

Não feche o seu coração para Deus. Entenda que Ele é o Senhor (Is 45:5), Ele não precisa dar satisfação do que Ele faz ou deixa de fazer. Ele age de uma maneira totalmente diferente, além do que a mente humana possa imaginar. Ele não precisa dar explicações para ninguém, Ele não precisa responder a todos os questionamentos da nossa alma. Mas mesmo que não venhamos a entender tudo dEle podemos confiar no Seu amor, pois Ele não muda, Ele permanece o mesmo (Hb 13:8). O homem é falho, num dia ama no outro odeia, mas Deus é constante, Ele não nos ama por méritos, pelas nossas qualidades, Ele nos ama porque Ele é amor (I Jo 4:16).

Que venhamos a nos aquietar (“Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face.” Salmos 42:5) e a aprender que conhecer a Deus envolve experimentar momentos regulares de espera silenciosa e quietude com expectativa. Ele é Deus e nós, a Sua criação.

Abaixo deixo a letra de um poema que Deus me deu.
No amado, PV.

“Tu és Deus” (28/6/2013)

Tantas noites em claro
Tantas lágrimas pelo chão
Meu ser sempre apressado
À procura de uma boa razão
Dor, caos e destruição
Podem mesmo adentrar na vida de um cristão?
Como pode um Deus de amor se calar em meio à dor?
Tantas perguntas no ar
E eu ouço Teu silêncio sussurrar
Tua perfeição cala a voz da minha razão
Eu não nasci para Te entender
Eu nasci para me render
A Tudo Aquilo que Tu És

Tu És Deus
E eu, não
Tu És o Criador, e eu obra de Tuas mãos
Tu és a resposta que o meu coração precisa
O poder que faz com que eu exista
Não, eu não preciso entender
Sim, eu quero me render
E abro o meu coração para receber
Todo o Teu amor

Amor que é maior
 Maior do que qualquer dor
Que morreu por mim
Que dá sentido para minha vida

Tu és Deus
E eu me rendo a tudo aquilo que Tu és
Tu És,
Tudo o que eu preciso saber
E a razão pela qual eu posso viver.

Share this:

JOIN CONVERSATION

9 comentários:

  1. lindo eu amei ler isso falou muito ao meu coração

    ResponderExcluir
  2. Linduuu demais,concordo plenamente!!!

    ResponderExcluir
  3. simplesmente maravilhoso, o nosso Deus é surpreendente

    ResponderExcluir
  4. surpreendentemente belo, palavras de um coração rendido aos pés do Mestre. Obrigado por compartilhar seu coração.

    ResponderExcluir
  5. A palavra de Deus se renova a cada manhã. Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  6. Glória a Deus por este ensinamento.Deus te abençoe !

    ResponderExcluir
  7. Glória a Deus por este ensinamento.Deus te abençoe !

    ResponderExcluir
  8. Deus a retribua centuplicadamente esta sua semeadura.

    ResponderExcluir
  9. Deus a retribua centuplicadamente esta sua semeadura.

    ResponderExcluir